Eficiência e estilo em um segmento que se consolida na moda fluminense

Lá se foi o tempo em que o uso de roupas profissionais podia causar desconforto e até constrangimento aos funcionários, bem como impressionar de forma negativa os clientes devido à sua deselegância e mesmice.

A evolução do setor têxtil aposentou os tecidos predominantemente rústicos, com caimento pesado e acabamento pouco elaborado das vestimentas de outrora, dando lugar a roupas profissionais práticas, duráveis e, principalmente, bonitas, confortáveis e cheias de estilo.

As mudanças foram consequência de pesquisas e tecnologias que trouxeram ao mercado novos tipos de materiais, padronagens, cores, cortes e modelagens, multiplicando ao infinito as possibilidades de criação. A formação de designers especializados, por sua vez, agregou profissionalismo e sofisticação ao segmento.

Nesse cenário de novidades e descobertas, a cadeia produtiva de roupas profissionais cresceu, gerou novos postos diretos e indiretos de trabalho e ganhou lugar de destaque no ramo de negócios da moda, um dos maiores expoentes da indústria criativa fluminense.

Esse crescimento deveu-se no início à expansão de atividades nos setores em que o uso de roupas profissionais é tradicionalmente obrigatório, como o alimentício e hospitalar. Em tempos recentes, pode ser atribuído ao fornecimento de produtos específicos para outros tipos de indústria e empresas de comércio e serviços – em especial, de construção civil e infraestrutura, petróleo e gás, telecomunicações e turismo.

Em sua trajetória evolutiva, as roupas profissionais não foram afetadas de forma positiva apenas pela maior variedade de recursos técnicos disponíveis no mercado têxtil: também ganharam novo significado.

Antes, serviam apenas para identificar funções profissionais; hoje, personificam a identidade da empresa ou instituição que representam e são consideradas importantes ferramentas de marketing e divulgação da marca corporativa. Se antes eram utilizadas para padronizar, hoje constituem um diferencial interno e externo da empresa.

Para os clientes, essas vestimentas transmitem a ideia de seriedade, profissionalismo, organização e competência no ambiente de trabalho. Para os colaboradores, representam, mais que praticidade e economia em artigos pessoais de vestuário, uma forma de valorização e de sentirem-se parte importante do universo empresarial a que pertencem.

Este é o primeiro catálogo de roupas profissionais confeccionadas por micro e pequenas empresas fluminenses e o Sebrae/RJ tem muita satisfação em apresentá-lo a potenciais compradores do estado, bem como das demais regiões do país.

Sua publicação, por si só, é prova do quanto esse segmento progrediu nos últimos anos, não só em termos de novos materiais e processos, design e tecnologia, mas também no que diz respeito à gestão empresarial.

O Sebrae/RJ vem acompanhando passo a passo essa evolução e contribuindo para a capacitação e profissionalização dos gestores desses negócios, seja por meio de cursos, palestras, treinamentos ou consultorias. De alguma forma, portanto, faz parte dessa história de sucesso.

Nas páginas a seguir, figuram nomes, tipos de produto, localização e contatos de 13 micro e pequenas confecções fluminenses. A expectativa é que esse catálogo ajude fornecedores e compradores de roupas profissionais a estabelecerem novas conexões e parcerias.

Bons negócios a todos!

Lá se foi o tempo em que o uso de roupas profissionais podia causar desconforto e até constrangimento aos funcionários, bem como impressionar de forma negativa os clientes devido à sua deselegância e mesmice.

A evolução do setor têxtil aposentou os tecidos predominantemente rústicos, com caimento pesado e acabamento pouco elaborado das vestimentas de outrora, dando lugar a roupas profissionais práticas, duráveis e, principalmente, bonitas, confortáveis e cheias de estilo.

As mudanças foram consequência de pesquisas e tecnologias que trouxeram ao mercado novos tipos de materiais, padronagens, cores, cortes e modelagens, multiplicando ao infinito as possibilidades de criação. A formação de designers especializados, por sua vez, agregou profissionalismo e sofisticação ao segmento.

Nesse cenário de novidades e descobertas, a cadeia produtiva de roupas profissionais cresceu, gerou novos postos diretos e indiretos de trabalho e ganhou lugar de destaque no ramo de negócios da moda, um dos maiores expoentes da indústria criativa fluminense.

Esse crescimento deveu-se no início à expansão de atividades nos setores em que o uso de roupas profissionais é tradicionalmente obrigatório, como o alimentício e hospitalar. Em tempos recentes, pode ser atribuído ao fornecimento de produtos específicos para outros tipos de indústria e empresas de comércio e serviços – em especial, de construção civil e infraestrutura, petróleo e gás, telecomunicações e turismo.

Em sua trajetória evolutiva, as roupas profissionais não foram afetadas de forma positiva apenas pela maior variedade de recursos técnicos disponíveis no mercado têxtil: também ganharam novo significado.

Antes, serviam apenas para identificar funções profissionais; hoje, personificam a identidade da empresa ou instituição que representam e são consideradas importantes ferramentas de marketing e divulgação da marca corporativa. Se antes eram utilizadas para padronizar, hoje constituem um diferencial interno e externo da empresa.

Para os clientes, essas vestimentas transmitem a ideia de seriedade, profissionalismo, organização e competência no ambiente de trabalho. Para os colaboradores, representam, mais que praticidade e economia em artigos pessoais de vestuário, uma forma de valorização e de sentirem-se parte importante do universo empresarial a que pertencem.

Este é o primeiro catálogo de roupas profissionais confeccionadas por micro e pequenas empresas fluminenses e o Sebrae/RJ tem muita satisfação em apresentá-lo a potenciais compradores do estado, bem como das demais regiões do país.

Sua publicação, por si só, é prova do quanto esse segmento progrediu nos últimos anos, não só em termos de novos materiais e processos, design e tecnologia, mas também no que diz respeito à gestão empresarial.

O Sebrae/RJ vem acompanhando passo a passo essa evolução e contribuindo para a capacitação e profissionalização dos gestores desses negócios, seja por meio de cursos, palestras, treinamentos ou consultorias. De alguma forma, portanto, faz parte dessa história de sucesso.

Nas páginas a seguir, figuram nomes, tipos de produto, localização e contatos de 13 micro e pequenas confecções fluminenses. A expectativa é que esse catálogo ajude fornecedores e compradores de roupas profissionais a estabelecerem novas conexões e parcerias.

Bons negócios a todos!